Fundação ANFIP fala sobre futuro da Previdência

Frente Parlamentar debate relatório da reforma da Previdência
28 de agosto de 2019
ANFIP analisa relatório da reforma da Previdência
30 de agosto de 2019

A audiência pública da Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado Federal desta quinta-feira (29/8) contou com a participação da presidente da Fundação ANFIP, Aurora Maria Miranda Borges. O foco do debate foi a “Previdência que queremos”. O assessor de Estudos Socioeconômicos da ANFIP, Vilson Antonio Romero, também esteve presente.

O encontro abriu espaço para discutir a real necessidade da PEC paralela e as ilegalidades e inconstitucionalidades contidas no documento da PEC 6/2019. Aurora Borges falou da realidade do Brasil e compartilhou sua angústia ao observar que o governo não tem visto o país em toda a sua amplitude, deixando de lado a construção de um projeto de Previdência pública, sustentável e que valorize a qualidade de vida de todos os trabalhadores. “Ao contrário das expectativas da população em relação às reformas, a PEC 6/2019 não gera renda, empregos, nem tira privilégios, demonstrando uma perspectiva de futuro instável e imprevisível para a sociedade e para o país”, concluiu a ‘mesa’.

O representante da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, Alessandro Roosevelt, mostrou outra ótica sobre a reforma e justificou parte do projeto com a afirmação de que a maior despesa do governo, hoje, é a Previdência, e que, portanto, é o setor que mais deve ser modificado. A informação foi rebatida pela senadora Zenaide Maia (Pros/RN), que citou dados do IBGE para afirmar que a maior parte do capital do Brasil, na verdade, é gasto com juros e dívidas externas, e que a verdadeira demanda do país está em uma reforma tributária, ao invés da previdenciária.

O presidente da Comissão, senador Paulo Paim (PT/RS), se comprometeu a manter o debate ativo e aberto enquanto for possível e sempre com a presença de representantes do Governo para contrapor ideias, inteirar a mesa e proporcionar discussões justas e efetivas.

A CDH volta a se reunir nesta sexta-feira (30/8) para debater o relatório preliminar da reforma da Previdência. O assessor Vilson Antonio Romero é um dos convidados da audiência, que será transmitida ao vivo, a partir das 9 horas, pelo portal e-Cidadania.

× Dúvidas?